DestinosDestinosAméricaMéxico
16 maio 2017

Conhecendo a Pirâmide de Kukulcán no México – Uma das 7 maravilhas do mundo moderno

Depois de dias maravilhosos em Cancún, Playa del Carmen e Cozumel, seguimos a viagem para Valladolid e finalmente Chichén Itzá para conhecer a Pirâmide de Kukulcán. Nossa viagem pelo México foi feita apenas de carro, o acesso ao sítio arqueológico foi muito tranquilo, bem sinalizado e não houveram dificuldades na compra dos ingressos e informações no local, logo fomos em busca de um grupo na entrada para dividir o guia.

Localizada na cidade maia de Chichén Itzá a Piramide de Kukulcán foi considerada Patrimônio Histórico da Humanidade em 1988 e uma das 7 Maravilhas do Mundo Moderno em 2007. O sítio arqueológico em si era como um centro político e econômico maia pelo século XII e a pirâmide principal foi utilizada para culto ao deus maia Kukulcán.

O nosso guia era muito animado, contou um pouco da história da construção cheia de mistérios, bateu palma diversas vezes demonstrando a sonoridade inacreditável do local. Pelos estudos cada uma das faces da pirâmide se alinha com um dos pontos cardeais, e os 52 painéis esculpidos nas paredes se referem aos 52 anos do ciclo de destruição e reconstrução do mundo, de acordo com os maias. Possui quatro escadarias, cada uma delas com 91 degraus, desta forma somam 364, que somadas ao patamar do topo, comum às quatro escadas, dá um total 365 unidades que representam os dias do Haab. Se não ficou tonto ainda, garanto que, no mínimo, impressionado! O povo maia nos desperta muita curiosidade e admiração pela cultura e inteligência em uma época de tão poucos recursos.

                    

Além da Kukulcán, você conhecerá as ruínas da praça de mil colunas, templos, a estrutura do campo do “jogo de pelotas”, entre outros monumentos. O parque também possui o Cenote Sagrado em uma gruta, onde supostamente eram realizados sacrifícios humanos, não é possível entrar na água.

                    

Para quem gosta muito da história maia pode assistir o Show de Som e Luz, já incluído no ingresso que inicia a noite, entre 19h e 20h, conforme a época do ano. Como reservei apenas a tarde para conhecer o local e a viagem de volta era longa, preferimos por sair antes do sol se pôr.

A menos de 10min está localizado um Cenote famoso chamado de Ik-kil, entrada de 70 pesos para adulto e 35 pesos para crianças. Podes optar por almoçar no local antes de seguir a viagem de volta.

Como chegar: Saindo de Cancún ou de Playa del Carmen são aproximadamente 200 km e de Merida 120 km. De carro, como já mencionei, foi muito tranquilo e mais barato;

São oferecidos passeios em grupo “bate e volta” pra lá, o mais conhecido é feito pela Xcaret no Site do Xichen a partir de 71 dólares, incluídas refeições e ainda visita ao cenote Ik-kil. Os passeios com transporte normalmente estão a venda também nos hotéis e em agências de turismo;

Ingressos: é possível comprar o ingresso no local por 98 pesos ou antecipado em agências de turismo e hotel. Lembre-se de comprar com antecedência em alta temporada!

Horário de funcionamento: 9h as 17h todos os dias do ano – chegue cedo para tirar boas fotos com o parque mais vazio;

O que levar: água, pois faz muuuito calor nessa terra, protetor solar e dinheiro extra, no caso de você querer comprar algum artesanato. Prefira roupas leves e tênis confortável, pois o parque é grande.

Mais informações: O Site  possui muitas informações sobre o local e sua história.

Para quem está montando o roteiro da sua viagem ao México reserve um dia inteiro para conhecer o Sítio Arqueológico de Chichén Itzá e a famosa Pirâmide de Kukulcán!

🙂 Leia mais sobre a minha viagem pelo México nos posts sugeridos abaixo!

Por Laiza
Gostou? Compartilhe!
Deixe seu comentário!