DestinosAméricaChileDestinos
21 maio 2017

O que fazer no Deserto do Atacama – Roteiro de 5 dias

O Deserto do Atacama é o deserto mais árido do planeta e ao contrário do que muitos pensam, não tem apenas areia e calor. O Deserto do Atacama oferece diversos passeios desde lagoas coloridas, pedras vermelhas, vulcões, gêiseres e uma lagoa que é mais salgada que o mar morto!

Preparado para esta viagem? Importante ler também algumas dicas iniciais no post: Deserto do Atacama no Chile – Primeiras informações ao viajante

Minha viagem foi de 5 dias pelo Deserto, com estadia na pequena cidade de San Pedro do Atacama, ao norte do Chile, em abril de 2016. Compartilho os lugares e algumas dicas do que conhecemos!

Ah, importante citar que a ordem dos passeios não foi por acaso, primeiro é que sempre deixo o mais bonito pro final, segundo pensando na altitude, pois começamos com os passeios “mais baixos” e fomos subindo para nos acostumarmos com a altitude, assim sentimos menos os efeitos e aproveitamos mais todos os passeios.

Dia 1: Valle de la Luna

Valle de la Luna é um dos tours clássicos do deserto e pode ser feito a tarde ou pela manhã, podendo conciliar com outro. No nosso caso foi assim, chegamos no início da tarde e já agendamos este passeio para as 16h.

Para chegar no ponto mais alto caminhamos por 1h com muito sol!  Água e protetor são essenciais pra não estragar o resto da viagem! Outra dica é ir com sapatos próprios para trekking ou tênis mais fechado, caso contrário você vai achar areia até quando voltar para o Brasil!

Quando o sol se põe é difícil saber para onde olhar, de um lado a famosa pedra do coiote e o sol com todo seu poder e do outro as montanhas avermelhadas. As formações de areia, rocha e sal contrastando com os andes e o céu azul.. são de tirar o fôlego.

Dia 2: Salar de Tara

O dia do Salar de Tara é de um dia inteiro, com paisagens lindas! Normalmente os almoços estão incluídos, simples (no nosso caso atum com abacate), mas servidos em uma das paisagens pelo caminho.

A Noite: Passeio Astronômico

Lindo, incrível, aprendi muito e me emocionei no final depois de ouvir as histórias de como os antigos indígenas viam as formações no céu… Cuidado com as agências muito baratas, ingressos de 10/12 mil pesos, os locais afirmam que as algumas compram os telescópios antigos e a qualidade não é boa. Mas enfim, se você for um técnico, conhecedor, ultra… procure a melhor, caso contrário.. um meio termo já é super interessante, conseguimos ver até os anéis de saturno.. muito legal!

Dia 3: Geyser del Tatio conjugado com Laguna Cejar e Ojos de Cejar

Os gêiseres são um pouco assustadores, parece que a qualquer momento um vai surgir no seu pé! Esta “fumaça” de vapor é formada pelo contato dos rios gelados subterrâneos e as rochas quentes, os passeios são feitos pela manhã devido ao frio que permite visualizarmos ainda mais o vapor saindo do chão.

A saída deste passeio é na madrugada, em torno de 4h30, foi o dia que senti mais frio na vida! A temperatura estava por -7 (mas a sensação muito pior), até mais frio que no vulcão! Portanto vá bem vestido com roupa térmica, luvas, touca, manta para cobrir o rosto e casacos reforçados.

E sim, tenha coragem de tirar a roupa e pular na piscina de água quente (mesmo que depois congele)… pois é uma experiência única. Não pense, just GO!

Na volta paramos em uma cidade indígena, os locais oferecem um pastel de queijo de cabra espetacular e até espetinho de carne de lhama 🙁 . Caminhando um pouquinho é possível conhecer a antiga igreja da cidade.

Conjugamos este passeio com a Cejar a tarde, quem não quer tomar banho em uma piscina de água (dessa vez gelada) mas 3 vezes mais salgada que o mar morto? A sensação é bem estranha, pois você não afunda…! Às meninas nem pensem em colocar o cabelo nessa água!! hidratação forever.. saí branca de tanto sal, mas é uma experiência muito diferente.

Ah, conjugado não fica cansativo como cheguei a pensar, mas se precisar descansar, podes dormir e almoçar com calma pois um acaba 12h e o outro começa 16h.

Já os Ojos de Cejar são lagoas artificiais formadas por dois “buracos” abertos por uma empresa petrolífera que encheram com a água da chuva.

Depois de tudo isso um pôr do sol bebendo pisco sauer.. tem coisa melhor?

Dia 4: Lagunas Altiplânicas e Piedras Rojas

Este dia foi o mais lindo, a expectativa era grande, por isso preferi deixar para o final. As lagunas são formadas pelo desgelo dos vulcões e formam um espelho azul inacreditável a 4.000 metros de altitude.

As Piedras Rojas são quase um desaforo da natureza, é lindo demais. As pedras vermelhas, a água branca com um leve verde, o céu azul.. as montanhas..

Só lembre de parar um pouco de tirar foto e escute o silêncio, sinta esse lugar incrível que a natureza construiu ao longo de milhares e milhares de anos.

Dia 5: Vulcão Lascar

Nesse dia encaramos a subida no vulcão mais ativo do Chile: o Vulcão Lascar. Foram mais de 3h de caminhada subindo sob os efeitos de altitude e frio, mas cada passo compensa ao ver o vulcão lá de cima.

Pra saber mais não deixe de ler o post: Já pensou em subir um vulcão? Conheça o Vulcão Lascar no Chile que escrevi apenas sobre esta experiência.


A cidade de San Pedro do Atacama parece que parou no tempo, as construções baixas e de cor semelhante, as acomodações simples (mais para hostels do que hotéis) e um povo muito simpático e acolhedor. Tire um tempo da viagem para conhecer a praça, as feirinhas e a igreja da cidade.

 

Sobre outros passeios:

O Valle de la Muerte é possível ver no caminho do transfer de Calama, as agências de viagens não estavam mais fazendo, pois é apenas um mirante e pelo que disseram não vale o valor pago. Vi as fotos, troquei ideia com várias pessoas e não fui. Além disso, outra opção que descartaria é o Valle do Arco Iris, conversando com alguns brasileiros que foram me disseram que se tivessem que tirar um dos passeios seria esse. Uma opção interessante para quem tiver mais tempo são as Termas de Puritana, águas quentinhas para relaxar.

Dicas de o que levar, onde comer e informações gerais neste post.

Desejo que você faça uma excelente viagem e que volte aqui pra compartilhar comigo e inspirar mais pessoas a conhecer o Deserto do Atacama! 🙂

Por Laiza
Gostou? Compartilhe!
2 Comentários
  1. Val Raio de Sol Em 21 maio 2017 - 19h46

    Lugar lindo e exótico que tive a oportunidade de conhecer ao lado de amigos maravilhosos. O que mais me encantou foi o passeio Astronômico e suas histórias encantadoras! E a vista inesquecível do Vulcão Licancabur!!!!! Gratidão sem fim!

    • Laiza Em 21 maio 2017 - 20h24

      Sim Val, esta é a palavra.. gratidão!

Deixe seu comentário!